• Mãe e Filha Viajantes

Campos de Jordão/SP - Passeios com crianças

Campos de Jordão é considerada a Suíça brasileira. A cidade fica à 1.628m de altitude e está localizada no interior do Estado de São Paulo, mais precisamente na Serra da Mantiqueira.


Sua distância da cidade de São Paulo é de 173 km e do Rio de Janeiro, 350 km.


Campos de Jordão é um dos destinos mais procurados no inverno no Brasil. A cidade tem um clima europeu com temperaturas agradáveis mesmo no verão. Há várias opções gastronômicas, de hospedagens e atrações para todas as idades.


Já estive na cidade 3 vezes, mas era a 1ª vez da minha filha de 6 anos.


Ficamos hospedados na Pousada das Hortênsias. Uma pousada confortável e próximo à Vila Capivari, que é o centrinho de Campos, onde estão localizados os restaurantes, comércio, lojas de chocolate e pousadas.


Fomos no período das férias de julho, época que a cidade fica lotada, por causa do Festival de Inverno, por isso, resolvemos ir durante a semana e foi uma ótima decisão!


Roteiro:


1º dia – Chegada na cidade na parte da tarde. Malas na pousada e ir caminhar pela cidade. A noite sair para jantar no centro Capivari.

2º dia – Parque Tarundu (dia todo)

3º dia – Parque Amantikir, Alto Capivari, Restaurante Hotel Serra da Estrela

4º dia – Ducha de Prata, Parque Floresta Encantada, Bosque do Silêncio, Restaurante Krokodilo

5º dia – passeio pelo centro – Retorno pra casa.

1º Dia - Chegamos na cidade em uma 2ª feira na parte da tarde. Fizemos o check in na pousada e fomos caminhar no centrinho de Capivari.


Campos de Jordão é muito conhecida pela quantidade de lojas de chocolates.


Aproveitando o friozinho, paramos na loja do chocolate Montanhês e nos deliciamos com um chocolate quente.


Retornarmos para a pousada para descansar um pouco e a noite fomos jantar no centrinho de Capivari. Opções de restaurantes de fondue, carnes, pizzas não faltam na cidade.


Vila Capivari é o Centro Turístico de Campos do Jordão. As construções lembram uma vila europeia, onde o turista pode encontrar todo o comércio local, muitas lojas de couro, agasalhos bem quentinhos, gorros, luvas, cachecóis, feirinhas de artesanato, cafés e souvenirs.


O local é ponto de encontro na noite da cidade e onde fica a famosa e badalada cervejaria BADEN BADEN.


A BADEN BADEN fabricou a primeira cerveja gastronômica do Brasil. É possível fazer um passeio pela fábrica, acompanhar os processos de produção artesanal da cerveja e aprender mais sobre sua composição. São produzidos no local cinco tipos de chope e oito variedades de cerveja.

Ainda no centro da cidade está localizado o Parque Capivari, que foi todo revitalizado, com novos pedalinhos, paisagismo, espaços de lazer e o palco sobre o lago onde acontece o famoso Festival Internacional de Inverno de Campos de Jordão. E o melhor de tudo é que não paga nada para entrar no parque.


O parque é o ponto de partida do Teleférico que liga Vila Capivari ao Morro do Elefante. Valores a partir de R$ 25,00.


Há também o lago com pedalinhos, em novos modelos, que transportam até 3 pessoas (modelo americano) e 4 pessoas (caravelas). Valores a partir de R$ 20,00.


Dentro do parque fica a Estação Emílio Ribas, onde são vendidos os ingressos para o passeio de bonde pela Estrada de Ferro.


O Passeio de Bonde é uma das atrações disponibilizadas pela Estrada de Ferro Campos do Jordão, que foi construída para transportar pacientes com tuberculose. É um passeio que encanta principalmente às crianças. O passeio dura em torno de 01 hora e o trajeto que o Bondinho Turístico percorre é da Estação Emílio Ribas até o Portal de Entrada da cidade ou com destino à Vila Abernéssia (30 min).


Por fim, destaco um passeio tranquilo e de contemplação da cidade, o TRENZINHO DA MONTANHA. Os trenzinhos ficam na entrada do Parque Capivari e fazem alguns percursos pelos bairros residenciais.


2º Dia – Fomos para o PARQUE TARUNDU que é um espaço com mais de 35 atrações de lazer para todos os gostos e idades. Tem tirolesa, arvorismo, passeios a cavalo, pônei, charrete, patinação no gelo, boia cross, mini golf, brinquedão, tubo insano, mini buggy, etc.


Passamos o dia no parque. As crianças ficam loucas com tantas atividades. Algumas atividades têm que ser agendadas.


O passaporte Vip custa R$ 170,00 (valor promocional em 2020) e você pode ir em todas as atrações quantas vezes quiser, exceto o voo de balão e o simulador 4 D que não estão inclusos no passaporte. Este passaporte é o melhor para as crianças aventureiras, pois alguns brinquedos são bem radicais.


O visitante também pode optar por pagar de forma avulsa as atividades que fizer. O valor de cada atividade está no site do parque (www.tarundu.com.br)


O valor do ingresso varia entre R$ 38,00 a R$ 19,00.

Estudantes, crianças entre 4 e 10 anos e idosos a partir de 60 anos pagam meia.

Crianças até 03 anos não pagam.


Tem restaurante self service e outras opções de alimentação.



3º Dia – AMANTIKIR – Jardins que Falam/Pico do Itapeva/Museu Felícia Leiner


Começamos o dia indo ao Amantikir.

É o parque mais lindo de Campos de Jordão!


Reúne 28 jardins, divididos em 7 setores inspirados em vários países, com 700 espécies de plantas ao longo de 60.000 m2.

A casa na Árvore fica logo na entrada do parque e chama a atenção das crianças. Fomos direto conhecer a casa. Recomendo que não deixe para o final, pois conforme o parque vai enchendo, forma-se uma fila para entrar na casa que é pequena e tem limite de pessoas que podem entrar por vez.

O labirinto de grama, no setor verde, tornou-se o cartão postal do Amantikir. Crianças e adultos se esbarrando tentando encontrar a saída. É uma diversão para a garotada!

Passamos a manhã inteira no parque. Cada paisagem mais linda que a outra!

.

Os ingressos custam R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia). Não aceitam cartões de crédito nem débito. Pagamento somente em dinheiro, cheque ou transferência bancária.

PICO DO ITAPEVA


O Pico na verdade não está localizado em Campos de Jordão, mas na cidade vizinha de Pindamonhangaba, a 35 m da divisa com Campos. Sua altitude é de 2.025m e fica a 15 Km da Vila de Capivari.


O acesso é fácil por uma estrada asfaltada com paisagens de tirar o fôlego!


Lá do Pico o visitante pode avistar 15 cidades do Vale do Paraíba. As vistas são incríveis!


É um passeio de contemplação da natureza. Rendem belas fotos!


Além da vista, tem algumas lojas, o lago e o lavandário.


Estacionamento: R$ 20,00 por carro + R$ 10,00 por pessoa.

Na volta, fomos almoçar no Hotel Serra da Estrela, uma ótima opção de hospedagem no centro de Capivari. O hotel tem piscina coberta aquecida e recreação para as crianças e fica bem perto de todo o movimento de Campos.


O restaurante do hotel é aberto ao público e serve comida vegetariana/vegana.


Eu gostei bastante da comida!



MUSEU FELÍCIA LEINER


O museu abriga 43 esculturas de bronze, 40 de cimento branco e 2 de granito.


As obras ficam expostas em local aberto e o visitante pode caminhar observando as esculturas e, ao mesmo tempo, a natureza. É um museu a céu aberto.


Não tem um lugar em Campos de Jordão que não seja lindo e agradável!


Lá também fica o Auditório Cláudio Santoro onde acontecem várias apresentações no


Festival de Inverno. O Auditório tem capacidade para 862 pessoas, sendo 48 camarotes.


Ingresso: R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia). Crianças até 10 anos não pagam. Aos domingos a entrada é gratuita para todos os visitantes.


4º Dia Ducha de Prata/Parque Floresta Encantada/Bosque do Silêncio


A DUCHA DE PRATA é um ponto turístico de Campos de Jordão. São várias duchas artificiais para os visitantes se banharem com as águas vindas do represamento do Ribeirão das Perdizes. Antigamente, nesse local, banhavam-se os hóspedes da antiga Pensão Inglesa.


Os visitantes podem usar as plataformas de madeira para tomarem uma ducha, que deve ser uma delícia no verão.


As Duchas de Prata ficam localizadas no bairro Vila Inglesa, próximo à Vila Capivari.


Além das duchas, há várias barraquinhas e lojas vendendo produtos artesanais, roupas de frio e chocolates.


A entrada é gratuita.


Após sairmos da Ducha de Prata, um pouco mais acima, na mesma estrada, paramos no Bosque do Silêncio.

BOSQUE DO SILÊNCIO – possui o maior circuito de arvorismo (ou arborismo) de Campos de Jordão, com 28 travessias em 2 km de passarelas.


Existem 5 circuitos de arvorismo, com graus de dificuldade variados.


Para as crianças entre 03 e 07 anos, o circuito é menor e mais baixo.


Minha filha quis fazer o circuito infantil. São 11 travessias terminando com uma pequena tirolesa. O percurso demora no máximo 1 hora.


Circuito Macaco Prego – R$ 90,00 por pessoa

Circuito Macaco Bugio – R$ 90,00 por pessoa

Circuito Completo (Prego+Bugio) – R$ 120,00 por pessoa

Circuito Macaco Aranha – R$ 50,00 por pessoa

Circuito Arbo Kids (é o menor para as crianças até 07 anos) – 40,00 por pessoa

Valores em julho/2020.

O Bosque tem uma área de 120 mil m2 e várias atividades: além do arvorismo tem paintball, minigolfe, arco e flecha e trilhas autoguiadas.


O Bosque também oferece atividades externas, previamente agendadas, como montanhismo, montanhismo com rapel mountain bike, trilhas na Pedra do Baú.


Localização: Av Senador Roberto Simonsen, 1724, Vila Inglesa.

Após o Bosque do Silêncio fomos almoçar no restaurante temático Krokodillo.


O restaurante tem 3 unidades em Campos, 2 na Vila Capivari e outra no Horto.


As crianças ficam encantadas porque a entrada é pela boca do crocodilo.


A comida é gostosa e bem servida. O ambiente é muito agradável.


A noite há opção de foundue.

FLORESTA ENCANTADA


Continuando nosso passeio por Campos, fomos até a Floresta Encantada, um parque com várias casas temáticas baseadas nos contos de histórias infantis como: Branca de Neve, Casa dos Gnomos, Casa do Papai Noel, Casa das Bonecas, Casa dos Coelhos, Casa do Fantasma, Casa das Bruxas, Casa dos Anjos e a Casa da Árvore.


Parque Floresta Encantada fica aberto diariamente das 9:30h às 17:00h.


O valor do ingresso durante a semana é R$5,00 para todas as idades. Aos finais de semana, feriados e temporada de inverno: R$ 10,00. Crianças até 3 anos não pagam.


Como chegar: Na Vila Capivari, passe a Praça São Benedito, após entre na primeira à direita, siga as placas que indicam o Tênis Clube e a Ducha de Prata, que ficam na Av. Senador Roberto C. Simonsen. Após a Ducha de Prata, um pouco mais adiante você vai avistar, ao lado esquerdo da via, a placa que indica a entrada do parque.


5º Dia – Chegou a hora de dar um até breve a Campos de Jordão. Não me canso desta cidade. Acho linda! Adoro o clima e tudo na cidade, o único problema é ficar longe do Rio para viagens mais curtas e com mais frequência.


Demos mais uma volta pelas ruas do centrinho de Capivari, compramos chocolates para levar de lembrança e alguns casacos e blusas de frio.


Desta vez não conseguimos ir ao Horto Florestal, ao Morro do Elefante, ao Palácio Boa Vista e outros pontos turísticos que visitamos nas viagens anteriores que fizemos à Campos de Jordão, mas deixo meu relato abaixo destes locais.

HORTO FLORESTAL DE CAMPOS DE JORDÃO


O Horto é um parque com uma área de 8.300 hectares de natureza preservada, com araucárias centenárias, várias trilhas para caminhadas, fauna diversificada, áreas de pique nique. Oferecem atividades como arborismo, tirolesa, passeios de bicicleta, além das trilhas monitorada e áudio guiadas.


São 4 trilhas e a mais indicada para as crianças é a Trilha das 3 Pontes. No caminho há pontes pênseis sobre o Rio Sapucaí. É uma caminhada leve de 2km (ida e volta).


A trilha maior é a da Cachoeira. São 4,6km de caminhada, mas pode ser percorrida até por quem não tem preparo físico, pois é leve e plana. Nesta trilha é comum se encontrar animais e seus rastros.


Para realizar as trilhas é recomendado o uso de calçados fechados, calça comprida e repelente.


No parque também encontramos atividades de arborismo e tirolesas.


O circuito de arborismo tem 9 travessias, sendo 5 pontes, 1 pinguela de tronco, e 1 tirolesa. É um circuito divertido e bonito que proporciona uma vista incrível da área de visitantes do parque e tem como objetivo instigar um olhar especial para a natureza.


As Tirolesas do Sapucaí são aventuras sobre Araucárias em Campos do Jordão. A atividade inicia com uma caminhada guiada em trilha de aproximadamente 25 minutos, em que os monitores dão informações sobre fauna e flora locais.


Depois de passar por florestas de araucárias enormes, nascentes e campos de altitude, chega-se a uma tirolesa de 450 metros de extensão e 60 metros de altura, que proporciona um voo sobre a copa de araucárias e as corredeiras do Rio Sapucaí. Na sequência, outra tirolesa de 150 metros também cruzando o rio e 10 minutos caminhando para encerrar a atividade.


Ingressos: 15,00 (inteira), R$ 7,50 (meia) – estudantes e idosos

Crianças até 6 anos não pagam entrada.


Localizado na Av. Pedro Paulo, Lot Véu da Noiva.


O parque é aberto de quinta a terça-feira, das 08:30 às 17:00, com permanência até às 18:00h.


PALÁCIO DA BOA VISTA


O Palácio Boa Vista, ou Palácio do Governador como é conhecido, foi inaugurado em 1964 para servir de residência de inverno do governador do Estado de São Paulo. Em seu interior há uma bela coleção de artes em exposição, renomados artistas como Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Portinari e Anita Mafaldi. Além de conhecer o ambiente em que o Governador do estado de São Paulo pode hospedar-se, o visitante também recebe uma verdadeira aula de história.


O palácio fica em um ponto bem elevado da cidade possibilitando belas vistas. Fica em uma área de quase 3 mil metros quadrados, dividido em 35 ambientes e 105 cômodos.


A visita ao Palácio é gratuita, guiada e dura cerca de 1 hora. Não é permitida a entrada portando câmeras, celulares, etc.


Visitas: de 4ª a domingo, das 10h às 12h com permanência até as 12:30 e das 14h às 17h com permanência até as 17:30. Os visitantes são atendidos por ordem de chegada na fila, em grupos de até 25 integrantes. Todas as visitas são acompanhadas por educadores do Palácio Boa Vista.

Localização: Avenida Dr. Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista.

Como chegar: A partir da Vila Capivari seguir na avenida principal sentido ao centro comercial da cidade, Vila Abernéssia, avistando o Mercado Municipal entre à direita, seguir pela avenida Dr. Adhemar de Barros até chegar ao Palácio Boa Vista.

TELEFÉRICO E MORRO DO ELEFANTE


O Teleférico de Campos do Jordão foi construído em 1970, sendo o primeiro monocabo do Brasil. Possui 74 assentos e pode transportar até 600 pessoas por hora, sua extensão é de 560 metros, e cada assento tem capacidade para suportar até 500 quilos.

O teleférico sai da Vila de Capivari e vai até o Morro do Elefante, que está a 1.800 metros acima do nível do mar e tem uma vista panorâmica da cidade.

O valor para a subida de teleférico é de R$25,00 por pessoa. Crianças só são permitidas a partir de 1,40m de altura. O funcionamento é de quarta à segunda feira, no horário entre 10h e 17h. O valor da tarifa inclui a ida e a volta, sendo necessário apresentar o ingresso nos dois embarques.


O teleférico fica na Av. Emílio Ribas S/N - Parque Capivari, Vila Capivari.


Do Morro do Elefante podemos observar lá de cima, cidade de Campos de Jordão.


Chega-se de carro ou de teleférico. O trajeto de carro é o ideal para quem está com crianças pequenas que não podem subir de teleférico. Na minha opinião, o teleférico seria mais adequado para crianças a partir de 11/12 anos, por ser muito alto e cadeira para uma única pessoa, caso a criança entre em pânico não há nenhuma possibilidade de ajudá-la.


O trajeto de carro é por uma estrada asfaltada e um pouco íngreme, mas qualquer carro chega até lá sem maiores dificuldades, há placas indicando o acesso e há um pequeno estacionamento gratuito no local.


O Morro do Elefante recebeu este nome porque os contornos das montanhas se assemelham ao desenho de um elefante. O acesso ao Morro do Elefante é gratuito.


Ao chegar ao topo do Morro do Elefante, você tem dois atrativos, o mirante e o Parque dos Elefantes, que fica ao lado. Assim que chegar no Morro do Elefante vá direto para o mirante, pois costuma ficar bem cheio.


O local possui belos jardins e o mirante é seguro, todo cercado, para não ter risco de acidentes. Aproveite para tirar muitas fotos e curtir o visual.


O Parque dos Elefantes é outra atração gratuita, interessante para as crianças. O parque possui algumas réplicas em tamanho real de elefantes e conta um pouco da história dos animais.



PEDRA DO BAÚ


Com altitude de 1.950 metros o Complexo do Baú é uma enorme formação rochosa que compõe um dos principais cartões postais de Campos do Jordão.


A Pedra do Baú é uma das vistas mais incríveis da região da Serra da Mantiqueira, sendo um programa imperdível para os aventureiros e amantes da natureza. A pedra fica localizada em São Bento do Sapucaí, contudo, o acesso mais fácil se dá por Campos do Jordão.


O Complexo Pedra do Baú é formado por 3 pedras: a Pedra do Baú, Bauzinho e Ana Chata. Assim, a Pedra do Baú é a mais alta, com 1.950 metros de altitude. Por outro lado, a Ana chata é a pedra mais baixa, com 1.670 metros de altitude.


É possível chegar até a pedra do Bauzinho de carro, basta fazer uma pequena trilha para alcançar seu ponto mais alto. Contudo, para chegar a vista mais cobiçada, que é a da Pedra do Baú só é possível por uma trilha mais longa.


Seguindo as placas na estrada da Campista chega-se na rua de terra que leva a Pedra do Baú, onde no final um platô com placas indicativas mostram uma pequena trilha para o Bauzinho. De lá é possível avistar a pedra maior, apontada bem de frente, com seu grande paredão rochoso, que enche os olhos a todo instante.


Para os mais aventureiros, é possível subir ao topo da pedra maior, por uma outra trilha que demora em média uma hora e meia de caminhada na mata. Logo após encontram-se as escadas de ferro e vergalhões cravados nas pedras. A partir deste ponto a adrenalina fica mais forte, pois o trajeto é feito por meio de escalada nos paredões estreitos da rocha, que exige certo preparo físico e muita coragem dos visitantes.


Recomenda-se que este passeio a pedra maior do Baú seja conduzida por guias capacitados, que conhecem bem as trilhas e as escadas que levam ao cume. A empresa Altus Turismo Ecológico oferece serviços de montanhismo à Pedra do Baú.


A pedra Ana Chata fica no meio da trilha para a Pedra do Baú e pode ser vista, em alguns ângulos da estrada, entre a Pedra do Baú e a Pedrinha.


Endereço: Estrada Municipal do Bauzinho, s/n – Acesso pela Rod. Municipal Thomaz Alckmin – Bairro Paiol Grande


Horário: todos os dias das 8h às 18h.


Preço: R$ 10,00 por pessoa (somente dinheiro)


Como chegar: Siga sentido a Vila Capivari, o Centro Turístico da cidade. Chegando em Vila Jaguaribe, faça o contorno à esquerda em frente ao Supermercado Roma, seguindo sentido a Fábrica de Chocolates Araucária. Passando a ponte, localizada próximo ao Estádio Municipal, siga a rua à esquerda, conhecida como Estrada da Campista. Nesta estrada há placas que indicam o caminho que leva até a Pedra do Baú.


FAZENDINHA DO HOTEL TORIBA


Fica localizada ao lado do Hotel Toriba. É uma área bem grande de lindos bosques com vegetação nativa, horta orgânica, lago, quiosques para lanches, mesas para piquenique e animais.


As crianças podem alimentar as galinhas, patos, gansos, coelhos, marrecos, ovelhas, vaquinha, cabras.


As crianças que gostam de animais vão ficar encantadas com o contato com os animais. Eu achei o lugar lindo e a experiência incrível!


A fazenda pertence ao hotel, mas é aberta ao público. É um ambiente agradável e de muita interação com a natureza e os animais.


Horário de funcionamento: Todos os dias, das 9h às 16h.

Ingressos:


R$ 40,00 (inteira) – de segunda a sexta feira.

R$ 50,00 (inteira) – sábados, domingos, feriados e nas férias.

Crianças de 03 a 10 aos, estudantes e idosos pagam meia.


Localização: Estrada Paulo Costa Lens Cesar, nº 630


FÁBRICA DE CHOCOLATE ARAUCÁRIA


A visitação à fábrica é gratuita e não precisa de agendamento, só se for um grupo acima de 15 pessoas.


Durante o tour, que é por ambientes envidraçados, o visitante pode observar boa parte do processo produtivo, saber a história do chocolate através de painéis que contam sobre o seu surgimento e nas ferramentas utilizadas para o seu preparo, no espaço cultural e acompanhar parte da linha de produção.


É uma visitação rápida e auto-explicativa.


Os horários de visitação seguem o de funcionamento da loja, e aos finais de semana vão somente até às 17h no sábado e 16h no domingo, horários que a produção encerra suas atividades.


Localização: Rua Amadeu Carletti Jr, nº 255, Vila Jaguaribe.